Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

sábado

Canoa Quebrada, 20 de Março de 2011

Último dia em Canoa... só comparo essa viagem à que fiz pra Londres:

Cenário perfeito... putz!

E o Igor não parava:


Tentamos entrar na trip daquela hippie de dread:

Esquece as metáforas! Eu resumo: o fim de semana mais roots de todos os tempos!

Canoa Quebrada, 19 de Março de 2001

A noite emenda no dia, novamente... e o amanhã chega:

Canoa tem uma beleza imperceptível pelas lentes da câmera do Zib:


Aqui o sol é o melhor amigo, deixa a gente tocá-lo...


O sol deixa a gente brincar com ele...


Bom dia, sol!


Alguns trabalham cedo, enquanto a gente curte:


Depois de dormir muito, no quarto quente da Pousada do Bob, acordamos para apreciar o pôr-do-sol:


E a maior lua dos últimos 20 anos, segundo notícias dos jornais locais:

Igor, eu, Arne e Zib registrando esse momento mágico...


Ô bicha gata, mah!


Ah, um sorriso que eu não vou esquecer! Um irmãozão esse Igor! \o

Agora me deixe só... eu e ela... eu e a lua:


Depois desse encanto natural, um pastelzim...


... pra iniciar uma nova noite de reggae, agora sob uma lua impressionante:

Uhuuu.. as gatas mais roots de Canoa! heheheh

Uma noite linda, com direito a um reggae colado:


A noite, o dia...

Canoa Quebrada, 18 de Março de 2011

São cerca de 170km de Fortaleza a Canoa Quebrada, mas viajando a 50km/h essa distância duplica. Foi nessas condições que eu, Arne (meu eterno melhor amigo estrangeiro), Zib (o príncipe polonês) e Igor (o paulista-mais-brother-de-todos) fizemos nossa viagem numa sexta-feira à noite. O carro só pegava no tranco e, na entrada de Canoa, o pneu fez o favor de furar. O jeito foi deixar o carro estacionado na Brodway (principal rua dessa cidade litorânea) e seguir rumo ao reggae da Freedom:

3 caipirinhas a R$ 5,00: só em Canoa.


Abaixo, os gringos da viagem:


Fogueira, lua, reggae... isso é Canoa quebrada:


Isac, um dos tantos hippies loucos que essa cidade abriga:


Depois do reggae na Freedom, o tum-tiz-tum-tiz na Favela:


A noite emenda com o dia... e eu não sei quando é hoje ou amanhã...

quinta-feira

Pernambuco, 08 de Março de 2011

Depois de muita jogação em Olinda, a última noite de carnaval findou com a galera do Eddie, banda pernambucana de muita qualidade, na orla de Olinda:


Poucas fotos, muitas emoções! Pernambuco, eu voltarei!

Pernambuco, 07 de Março de 2011

Confesso, meu amor é pelo Recife! Desisti de calor e da Sodomisse-e-Gomorrisse de Olinda e passei a maior parte do tempo com Cinthya, Luciana, Fernanda, Silvio e Rafael (um pouquinho também com Fael e João) no Recife.



Com MUUUUUUITA CHUVA e samba no pé, cantamos e dançamos todas as músicas da Mart'nália. A gata arrasou demais, surpreendeu... e a chuva?! Renovou, certeza! =)

Pernambuco, 06 de Março de 2011

O sol quente de Olinda fazia a gente perder o juízo... outras coisas também faziam a gente perder o juízo, mas deixa pra lá! hehehehe.. Poxa, adorei ver a galera toda fantasiada, trabalhada na criatividade, cantando e dançando todo tipo de música, curtindo aquelas poucas horas como se fossem as últimas da vida, sem pudores, sem medo, desavergonhadamente, se é que existe essa última palavra:






Mas o que me arrepiava mesmo eram as noites do Recife, no Marco Zero, com os shows multiculturais, que me arrepiavam e me faziam ter mais orgulho ainda de ser nordestina, tendo o privilégio de participar de tamanha manifestação artística:


Show muuuuuuito bom de Antônio Nóbrega


Samba de Bezerra da Silva na voz do tal de D2... é... foi legalzim! =p


E pra fechar... o show que me fez arrepiar todos os fios do meu corpo, do começo ao fim, que me fez pular toooooodos os minutos: Nação Zumbi em Recife é completamente sem explicação! Está no meu top 5 sem dúvidas!

Pernambuco, 05 de Março de 2011

CARNAVAL 2011 - balanço inicial

Lugar de dormida e 'descanso': Olinda
Rua: 13 de Maio
Característica: público variante entre exótico e nonsense
Acontecimentos marcantes: poste em frente nossa casa pega fogo
Moradores: os mais engraçados possíveis

CONCLUSÃO:
o lugar mais louco que já vi na vida, a rua mais esculhambada de Pernambuco... o carnaval mais nonsense até hoje, com certeza! =D





Depois da primeira curtição em Olinda... a noitada de Recife com Vanessa da Mata e Lenine:



Ahhhhhhhhhh! E era só o primeiro dia! \o/