Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

sábado

Mangabeira, 22 de Maio de 2011

Na nossa casa amor-perfeito é mato
E o teto estrelado também tem luar
A nossa casa até parece um ninho
Vem um passarinho pra nos acordar
Na nossa casa passa um rio no meio

E o nosso leito pode ser o mar
A nossa casa é onde a gente está

A nossa casa é em todo lugar

A nossa casa é de carne e osso

Não precisa esforço para namorar
A nossa casa não é sua nem minha

Não tem campainha pra nos visitar

A nossa casa tem varanda dentro
Tem um pé de vento para respirar
A nossa casa é onde a gente está

A nossa casa é em todo lugar

A nossa casa é onde a gente está
A nossa casa é em todo lugar!


Nada como a letra da canção "A nossa casa", de Arnaldo Antunes, para expressar os meus mais sinceros sentimentos.