Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

quarta-feira

Lyon, 14 de Junho de 2014

Faz 3 noites que estou na França e, pela primeira vez em todas as minhas viagens, não tem ninguém que fala minha língua perto de mim e isso tem me dado uma oportunidade incrível e realmente única de ver os lugares e pessoas de uma outra forma. Entendo bem mais profundamente o modo de vida dos franceses, sua maneira mais calma de fazer as coisas, de aproveitar o dia, mesmo de trabalhar. E agora que eu falo francês o tempo todo, sinto dificuldade de expressar tudo que se passa em palavras, mas já digo que, a cada dia, me identifico mais com o compasso do tempo daqui. De fato, sem querer pensar em como vai ser a volta, vou aproveitando cada gosto de queijo, cada sensação dada num copo de rosé, cada friozinho da noite, cada bom momento com as pessoas gentis e maravilhosamente agradáveis que meu marido me deu o prazer de conhecer. Eu sei que é bem por isso que eu trabalho, pra ter essas sensações indescritíveis ao viajar. É o melhor investimento que alguém pode fazer pra si mesmo!

Visitando Oliv e Stelle

Petit chat noir
O voo do Pierre atrasa, mas a festa, que já estava programada, segue...

Stelle no barbecue

Pondo a mesa

Festa de chegada do Pierre (sem Pierre)

Festa de chegada do Pierre (sem Pierre)

Didier no clima da Copa.. kkkkkkk

Festa de chegada do Pierre (sem Pierre)

Festa de chegada do Pierre (sem Pierre)

Martine no clima da Copa também.. hauhauha

Festa de chegada do Pierre (sem Pierre)

Mais um no clima...

Nenhum comentário:

Postar um comentário