Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

terça-feira

São Paulo, 11 de setembro de 2015

Hoje foi dia de visitar o museu de arte mais importante do Hemisfério Sul. O Museu de Arte de São Paulo (MASP) possui o mais rico e abrangente acervo, com cerca de 8.000 peças, as quais incluem obras de Rafael, Bellini, Mantegna, Botticcelli e Ticiano (Escola Italiana) e obras de Renoir, Monet, Cézanne, Van Gogh, Gauguin, Modigliani, Matisse (Escola Francesa).

São Paulo amanheceu com sol

Em frente ao MASP (prédio projetado pela arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi)


Arte da Itália: de Rafael a Ticiano (vídeo sobre a exposição):


Algumas das imagens que degustei no MASP:

Arte da Itália: de Rafael a Ticiano


Arte da Itália: de Rafael a Ticiano

Arte da Itália: de Rafael a Ticiano
Boticcelli
Eu e Rafael
Arte da Itália: de Rafael a Ticiano
Arte da Itália: de Rafael a Ticiano


Arte da França: De Delacroix a Cézanne (veja o vídeo):

 

Alguns dos meus olhares dessa exposição:

Arte da França: de Delacroix a Cézanne

Arte da França: de Delacroix a Cézanne

Arte da França: de Delacroix a Cézanne
Arte da França: de Delacroix a Cézanne

Arte da França: de Delacroix a Cézanne

Arte da França: de Delacroix a Cézanne

Arte da França: de Delacroix a Cézanne


História da Loucura: Desenhos do Juquery (veja vídeo):




Os temas me fizeram lembrar bastante do meu amigo artista Adalberto Costa: 

Exposição Histórias da Loucura
Do MASP temos uma vista pra cidade
Saindo do MASP fomos novamente à rua 25 de Março, que, diga-se de passagem, não me chamou em nada a atenção. Vale mais a pena procurar coisas pra comprar nas lojas descoladas da rua Augusta ou mesmo nas do centro.
Consuma livros!

Olha só quem eu encontro em plena 25 de março!!!

Mosteiro de São Bento

Visita maravilhosa ao escritório do querido Amândio
 Depois de pegar uma tremenda de uma chuva para sair do nosso hotel até o Shopping Higienópolis:
Baccio di Latte, sorvete italiano
A última noite em SP terminou no Clash Club, ao som da DJ Joyce Muniz (Áustria).

Um comentário: