Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

segunda-feira

Jericoacoara, 27 de Fevereiro de 2012

Segundo dia em Jericoacoara... ao contrário da tal terra do sol, da praia e do calor... chuva, vento e frio; mas, como bons aventureiros, não desistimos da curtição! Hora de pegar o bugre e se jogar pelas Dunas de Jeri:


Por dentro do mangue seco (mas molhado pela chuva... rsrs). O vídeo depois da foto, abaixo, traz um pouco do trajeto, muito lindo!!

Se liga:


Além de um casco de tartaruga gigante, uma âncora no meio do caminho:

Para quem gosta de estressar os cavalos-marinhos, a boa é pagar R$ 10 para vê-los em uma cumbuca... tô fora!
Basta pegar essa canoinha aí em cima...

Abaixo, local onde os bugres ficam estacionados enquanto a galera vai estressar os cavalos-marinhos:

Depois disso, o caminho segue rumo ao vilarejo de Tatajuba, mas é preciso atravessar o bugre:

São 35km de um visual maravilhosamente rústico...


... até chegarmos à antiga vila de Tatajuba, agora coberta pela areia das dunas:
Acima, ruínas do antigo vilarejo... Abaixo, mais um estacionamento:

A seguir você vai ver o vídeo de Dona Delmira, antiga moradora do vilarejo de Tatajuba, ela conta as lendas e histórias de antes do soterramento do vilarejo. Famosa, ela tem cartão-postal e tudo mais:


Antes de partir, último visual do "barzinho" da Dona Delmira e uma pinguinha pra esquentar nesse frio chato...
Se liga no copo que nos deram:

Imagens do caminho para a Nova Tatajuba:

Lá, a primeira das famosas lagoas com as redinhas dentro d'água... e o céu?! Preto, meu povo!!! huahauhau

Mas o sol apareceu timidamente pra nos dar o prazer de entrar na lagoa, nadar um pouco e tirar fotos:

Na volta, passeio pelas dunas que estão virando rochas... fantástico esse fenômeno:

Imagens do caminho... vale a pena ampliá-las...

Aqui, uma das mais panorâmicas vistas:
Uns correm...

Outros vão de moto...

O importante é se divertir:

E a chuva vinha vindo, vindo...

Veio com gosto de gás quando voltamos à Jeri... putz! oO
Segundo dia frio, mas é Jeri: não tem como não se divertir e se maravilhar com a paisagem!

Depois de uma treguazinha da chuva, jantamos no "Pimenta verde" (Recomendo! Pratos dignos a R$ 15 reais), além de ter uma decoração agradável:


A noite findou com boa música no bar "Ponto d'equilíbrio", um achado! Caipirinha a R$ 3,50 (só encontrávamos a R$5,50), MPB o tempo todo, lugar super zen com puffs, bancos de troncos, sob um lindo pé de ata:
Ainda com direito a música brasileira cantada e tocada por outros latino-americanos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário