Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

segunda-feira

Buenos Aires, 27 de Dezembro de 2010

Buenos Aires - Argentina: estávamos no Feitosa, comemorando os 2x1 do Brasil em cima do Chile e veio a proposta indecente: ei, vamos pra Argentina no reveillon??? Bora, claro, por que não?! Combinado, firmado, tudo organizado: passagens, roteiro, grana: vâmu nessa!

Acima, as passageiras clandestinas que vieram de Fortaleza: eu, Cinthya e Luciana.


Aeroporto Internacional de Ezeiza - Buenos Aires - Argentina


A primeira imagem da cidade não podia ser outra: Obelisco!


Hostel Portal del Sur é uma espécie de albergue, com muita gente jovem, bonita e descolada (rsrsrs....); alguns chatos também, mas a maior parte da galera nos tratou muito bem. Hostel que recomendo pra qualquer pessoa: organizado, com cozinha, banheiro sempre limpo, assistência turística, aulas de tango e espanhol, além de um roof bar animadíssimo!!! Acreditem se quiser- preço de 10 dias de hospedagem: R$ 221 (ou $ 498 pesos argentinos).


Nosso primeiro lanche não foi lá muito agradável. Comemos num restaurante da esquina e, além de não termos sido bem tratadas pelo garçon, a comida era caríssima! hauhauhau...


De cima, da sacada do nosso quarto, tiramos essa foto aí da sala de estar do hostel, apesar de quente foi palco de bons papos!


Eu, Luciana e Fernanda (a passageira clandestina que veio direto de Recife, sozinha, avoada, a póbi) dentro do elevador do hostel... uma raridade que sobe e desce, com umas portas estranhas e que dá uma sensação horrível de que vai quebrar a qualquer momento (mas funciona direitinho, foi só minha sensação! hauhauha).

Hora de decidir o que comer, ops, o que beber na primeira noite em Buenos Aires:


Gente estranha por todo lado... quer dizer, gente estilosa, que, aparentemente, não tá nem aí pro que vão pensar, como também vi em Londres, por exemplo. Coisa que, diga-se, sinto muita falta no Brasil.


Chegando no hostel, as gatas fizeram um lanchinho rápido, lavaram as louças e foram pro quarto brindar à viagem! \o


Depois de uns goles, enquanto o sono não chegava, brincávamos do jogo, que não sei o nome, lá do filme Bastardos Inglórios... aliás, foi a sensação da viagem, viu! Esse jogo fez acontecer cada história (né, Luciana?!):

A ideia era dormir cedo para acordarmos dispostas e, no dia seguinte, de fato, fazer o 1º tour argentino.

Um comentário:

  1. Muito legal! Caralho, muito barato o hostel! Gostei muito da foto do cara com o piercing. Ficou tão... artística!=)


    Carlos Vieira

    ResponderExcluir