Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

terça-feira

Buenos Aires, 29 de Dezembro de 2010

Mais um dia de passeio pelo Centro, por alguns pontos que os turistas não podem deixar de registrar. Como eu disse, Buenos Aires tem inúmeros prédios históricos e realmente você se deleita com a poesia de cada escultura:


Porta maior eu só vi na Igreja de St. Paul, em Londres:


Sim, América Latina... pobreza:


Já pensou ir caminhando pro seu local de trabalho com esse monte de prédio antigo em volta?!


Algumas terras indígenas foram tomadas pelo governo, por questões das quais eu não me inteirei, mas sei que o centro estava rodeado de manifestações contra isso tudo, principalmente próximo ao Obelisco e aí perto da Casa Rosada:


Abaixo, imagens da Casa Rosada, sede da presidência da república Argentina:


A Casa Rosada fica próximo à Praça 25 de Mayo, data que homenageia o dia da criação do primeiro governo local argentino:


E, lá atrás, o Obelisco... nos vigiando de todos os lados do centro:

Acima, favor reparar no argentino bem-sucedido... rsrsrs.

Catedral Metropolitana de Buenos Aires - a principal igreja católica de Buenos Aires, com estilos arquitetônicos impressionantes:

No seu interior se localiza o túmulo de José de San Martín (foto acima), líder político que participou ativamente nos processos de independência da Argentina.

Depois de uma overdose de igreja (tem quem goste, respeito!), nos dirigimos ao charmoso bairro Recoleta. A seguir postei um vídeo da nossa ida do centro para lá, de táxi: reparem no número de pessoas que andam de bicicleta nas ruas, reparem também no sotaque do taxista, no espanhol perfeito das gatas e, não deixem de observar, as respostas monossilabicamente aborrecidas da Cinthya dadas ao taxista conversador:




Abaixo, Recoleta é um bairro sofisticado e elegante, extretamente agradável pra dar uma caminhada:

Acima e abaixo, bichos em momento de lazer (rsrsrs):


Museu Nacional de Belas Artes (porque as gatas também são cultura!):


Faculdade de Direito (elas sempre arrasam nos países aí afora):


Abaixo, Floraris Generica - uma flor de aço, com 23 metros de altura, pétalas de 18 toneladas cada... dependendo do dia, ela abre e fecha... não tivemos a sorte de ver esse momento exótico:


Abaixo, uma árvore de natal toda com produtos reciclados, muito bonita:


Recoleta tem uma feirinha de artesanato local muito aconchegante:


Por incrível que pareça, um dos principais pontos turísticos, deste bairro tão charmoso, é o Cemitério:


Os túmulos são verdadeiras obras de arte arquitetônica:

Acima, o túmulo de um parente distante (ou próximo): Muniz.

Porque a morte também pode ser vista pelo lado da gozação (com todo respeito!):

Acima, o túmulo mais feio e mais famoso: Evita Perón (famosa atriz e líder política argentina). Localizado no jazigo da família Duarte, passa completamente despercebido se você não pedir a alguém pra dizer onde fica.

Abaixo, obras de arte fúnebres:


Chega de morte!!! Agora é hora do Rock N' Roll! Aqui está um dos 143 Hard Rock Café perdidos pelo mundo... mais um pra minha lista:


Altos papos pra foto sair natural:


Ufa, chega de caminhada! Vamos comer:


Se liga aí nas mensagens subliminares... rsrsrs... do papel que fica embaixo do prato (como chama o nome disso mesmo?):


Mais uma área verde propícia para nossa sesta:


Fechando o dia cansativo, fomos dar uma voltinha na galeria do rock (de tudo que é alternativo, na verdade) de Buenos Aires: Bond Street.

Hey Ho, Let's go! \o


A cara da criminalidade!


Bikes, bikes, bikes... adoro isso!

Abaixo, sessão de fotos de alguns dos produtos vendidos por aqui:

... porque dinheiro é um pedaço de papel, já dizia Arnaldo Antunes.


Legalize total! huahuahauh...


Oi?!

Aqui em Buenos Aires o Trident é falsificado na cara-de-pau... e olha só que nome maravilhoso pro produto genérico:


Pra night, as gatas escolheram um look fashion-elegante-esquisito-sem-noção pra curtir a noite num dos pubs do centro de Buenos Aires:

A noite acontece assim: as pessoas só começam a ir pra balada lá pelas 3h da manhã e o esquema é essa coisa pub mesmo! Nesse dia conhecemos um argentino muito sem noção, que se dizia hetero, mas que rebolava feito a lacraia do funk carioca! Apesar do enchimento de saco durante a noite toda, foi a animação da noite! huahauhauha...

PS.: o pub para o qual fomos não é esse da foto acima... é porque esse aí era mais bonito, então tirando essa foto podíamos dizer que era aí onde estávamos! kkkkkkkkk...

Nenhum comentário:

Postar um comentário