Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

quarta-feira

Lyon, 20 de julho de 2011

Turismo completo: museus, restaurantes e... o HOSPITAL:

Acordei às 6h da manhã com um incômodo no lábio inferior: uma picada de inseto (ou sei lá o quê) que, horas depois, deixou meu lábio e queixo do tamanho de um trem - o jeito foi experimentar o melhor sistema de saúde do mundo. Resultado: 4 comprimidos antialérgicos e uma dose extra de corticoide. Putz! Dia horrível!

Vim melhorar mesmo umas 18h... foi quando Olivier chegou todo feliz com o computador novo:

Hora de ser apresentada ao pai de Pierre: Jean-Marc. Meu sogro é um cara tranquilo, artista plástico, coordenador técnico da escola de Belas-Artes de Lyon. Um homem, naturalmente, de um gosto artístico refinadíssimo!
Na foto acima: Benedicte, o sogro, Pierre, Capucine e eu

Abaixo, a pequena bailarina... adoro a espontaneidade das crianças!

Consegui um jeito de me comunicar com Capucine: ela foi me mostrar os livros de histórias infantis e fizemos o seguinte: ela lia, eu repetia as palavras e frases e, dentro do possível, ela me mostrava o significado de algumas palavras. Foi ótimo, ela ficou toda orgulhosa de saber mais que um adulto! hehehehe...
Fui premiada com uma papoula gigante, vermelha, muito linda... outro presente de Capucine! =)


Hora de dormir, princesa! Pierre contou uma pequena história para a pequena Capucine e fomos embora. Visita super agradável!

Mas... antes, um passeiozinho pelo centro, só pra não perder o costume turístico:

2 comentários:

  1. ainda bem qficou tudo bem. eu bem sei como é viajar e levar uma picada de ineto e ter q bater no hospital... pelo menos cê tava na europa né?! a minha experiência foi e Belém... uwó.

    Mas dizaê... o seguro viagem cobriu? foi na emergência..???

    ResponderExcluir