Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

terça-feira

Berlim, 22 de julho de 2011

A viagem a Berlim foi totalmente sem planejamento. Fomos a convite do meu grande amigo diggar: Arne! Talvez por isso tenha sido tãããão boa!!! A primeira imagem da cidade mais underground da Alemanha:


Na fila para tirar o ticket do metrô:

Antes, uma pausa para o lanche:

Seguindo, de metrô, para o centro de Berlim. Enquanto o Arne não chegava, o jeito era fazer a linha turista mesmo:

Aqui tem o mesmo sistema de aluguel de bikes, mas as da Alemanha, sinceramente, são mais doideras:

Berlim nos recebeu com muuuuita chuva! Mas turista que é turista não desiste nunca:

Na foto acima, a Torre de Rádio de Berlim (a qual vemos de qualquer lugar da cidade) e o metrô alemão (super eficiente!).

Berlim tem ruas largas e muitas áreas verdes: impressionante!

Abaixo, a Câmara Municipal de Berlim
As muitas igrejas protestantes da cidade...

A gata com friiiiiiiiiiiiiiiio

Se liga:

Você faz o passeio turístico do centro todo a pé tranquilamente. Sem chuva talvez seja melhor ainda:

O famoso Portão de Brandemburgo:

O primeiro contato com o ar de Berlim não foi dos mais agradáveis. No dia seguinte íamos a um festival de música eletrônica e o sol precisava aparecer:

Antes de ir à casa de Lasse (amigo de Arne, que nos hospedou), visitamos Luiz, o amigo baiano que iniciou Pierre na cultura brasileira há 3 anos. O rapaz é multiartista e agora tenta a vida na Alemanha:

Agora é hora de achar nosso novo lar:

Uhuu! Achamos! É aqui na Wissmannstrabe:

Antes, fizemos a feira no supermercado mais próximo. Cervejas alemãs a 60 centavos de euro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Compramos uma de cada que vimos pela frente!!!

Enfim, hospedados:

Se teve uma coisa que fizemos durante essa semana em Berlim, sem dúvida, foi experimentar toda cerveja alemã:
Hora de esperar o diggar chegar também... enquanto isso tentávamos um diálogo minimamente decente com os alemães da casa. Digo minimamente porque todos falam perfeitamente o inglês, é uma coisa impressionante!!! Galera muito gente boa... não vou esquecer a gentileza!!!

Um comentário: