Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

terça-feira

Berlim, 25 de julho de 2011

Depois de muito descansarmos, Arne nos levou para conhecer Kreuzberg:


Aqui as pessoas andam muito de bicicleta. Claro, isso é comum na Europa, mas aqui em Berlim foi o lugar onde mais vi ciclistas pelas ruas. Interessante é que sempre víamos bicicletas abandonadas pelas ruas, como esta ó, que foi coberta por plantas:

O dia estava meio nublado e por conta disso não tinham muitos artistas aqui nessa praça. Mas Arne disse que é super comum a galera vir aqui para mostrar seus trabalhos:

Os famosos muros de Berlim:


A gente foi lanchar/almoçar num restaurante super vintage que o Arne nos sugeriu:

Depois, seguimos para conhecer o famoso, e também, outrora, triste, Muro de Berlim. Fotos no caminho:

O Muro de Berlim e sua nova significação para os alemães:


Aqui, embaixo, diz: Há muitos muros para serem derrubados...

Os alemães que realmente precisam ser lembrados:

É impossível não ficarmos num tom solene ao passar pelo Muro... impossível não refletir:

Ao lado do Muro de Berlim, há o YAAM... famoso bar de reggae, onde o Natiruts tocara dias antes:

Compramos umas cervas e sentamos no canal para conversar e relaxar...

No caminho de volta, uma árvore dentro da casa:

Tadinho dos viadinhos...

A louca andando na rua com o rosto todo branco:

Passamos pela Hanf Haus, uma loja só de produtos feitos com a Maconha:

O kebab (salvação de todas as viagens na Europa) é uma invenção turca, mas ocorrida na Alemanha.. sabiam? E aqui, abaixo, foi o lugar onde tradicionalmente ele foi inventado. Infelizmente, não sabíamos, é uma lugar de extremistas políticos:

Porque Isabel...

Fim do dia... passeio por um dos tantos parques de Berlim. Entramos neste navio abandonado aqui mas já tinha um morador de rua lá dentro, decidimos sair e ficar pelo gramado mesmo... hehehehe

BIER - um nome super original para uma cerveja, não?! ¬¬

No meio da rua, voltando pra casa... escultura de livros:

Pra fechar a noite... um bar onde rolou uma jam session... com Arne e nossos novos amigos alemães. Este aqui, abaixo, é uma figuuuuuuuuura:

Nenhum comentário:

Postar um comentário