Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

domingo

Hokksund, 28 de junho de 2009

Oslo me recebeu com 29ºC! Ah, o verão da Europa! Não conheço o inverno, mas o verão é uma delícia!

Toda vida que eu chegava perto de um aeroporto, sentia um frio na barriga... será se as minhas malas chegaram? Que tensão! A esteira rolava, rolava... e nada! Por fim, achei! E encontrei, finalmente, com Morten (norueguês marido da prima), minha tia e primo... alívio! Agora sim, o sonho começava......

Na foto: Edvard Munch na asa de um avião norueguês. Esse pintor foi um dos precursores do expressionismo no começo do século XX. Sabe aquele quadro "o grito"? Pois é, é dele... esteve no museu de Oslo até 2004, ano em que foi roubado; em 2006, "o grito" foi reencontrado.


O Norte da Noruega é muito visitado pelos turistas. Lá ocorre um fenômeno conhecido como "sol da meia-noite", sim o sol não se põe! Deve ser um espetáculo, não pude conferir. Mas, não só no Norte da Noruega, durante o verão os lugares ficam sempre claros, a gente fica sem noção do passar das horas, é muito louco isso! hauhauha...

Esse aí é o céu de HOKKSUND, depois das 22h... perfeito!


Cheguei com sede e fui recebida por essa água meio sprite, parecida com aquelas tais que vendem por aqui pelos supermercados. Eu precisava descansar, avisar aos meus pais que estava viva, muito viva e completamente satisfeita de ter chegado na casa da prima.


Hokksund é uma cidade de aproximadamente 8 mil habitantes. Pacata, longe de Oslo, silenciosa, com muito verde ao redor (ao menos no verão). Eu achei um cenário perfeito praqueles filmes de terror, que a galera se perde no meio da selva... rsrsrs... mas de assustadora não tem nada, a prima mora num local maravilhoso pra criar os filhos, pra curtir a família. Essa daí era minha nova casa! =)

Nenhum comentário:

Postar um comentário