Tenho sentido muitas saudades das viagens que fiz. Não saberia, nunca, explicar a sensação feliz que me dá rever fotos, vídeos e conversar com os que lá conheci. Escrevi alguns textos tentando juntar momentos, conversas, sensações sentidas e vividas nos tantos lugares pelos quais passei. Há acréscimos, eu preciso mencionar. É ficção, portanto. Mas, os textos deste blog são completamente carregados de nostalgia... esperança... e vida! Vida, que é o estado em que quero estar permanentemente!
Boa leitura!!!

quarta-feira

Svelvik, 4 de agosto de 2009

A prima pegou abuso de mim, 40 e tantos dias de convívio, e me jogou pra casa da Rogéria, lá em Svelvik, há horas e horas de Hokksund. Essa cidade fica em um lugar mais alto, tipo uma serra, mas, apesar de pequena, como tantas outras cidades, é bem a cara da Noruega, agradável e tranquila pra viver com a família:

A casa da Rogéria parecia mais um escritório, cada uma num computador, conversando no MSN entre nós mesmas (eu, Lanla e Rogéria)! Huahuahua... o mais divertido era ter que pisar em ovos pra não acordar o "Knutinho", marido da Rogéria.

Isso que eu chamo de fraternidade:


No dia seguinte, fui com a Lanla à casa de uma amiga da Rogéria, pra que a última fizesse uma faxina (faxina, na Noruega, significa tirar o pó de alguns móveis, colocar os móveis no lugar (sendo que eles sempre ficam no mesmo lugar, arrumadinhos), lavar a louça e organizar as roupas que já estão completamente organizadas) de 2h para ganhar nada menos que cerca de R$ 70 reais!

Acima, a vista da casa da vizinha da faxina, em Svelvik!

No fim do dia, a prima foi me rebocar de volta a Hokksund, mas não sem antes passar em Drammen pra fazer aquela baixaria básica de todo dia! Hehehehe...

Um comentário:

  1. Eu lembro desse dia...eu e a Debora vigiando o cozinheiro e o careca kkkkkkkk!

    ResponderExcluir